Portal do Governo Brasileiro

Solicitação de eventos virtuais e lives institucionais

Devido ao grande número de solicitações e a fim de que a Coordenação-Geral de Comunicação possa dar suporte às lives, a partir de julho de 2021, será necessário o preenchimento de um formulário, para requerer a realização do referido evento virtual, com 30 dias de antecedência em relação à data proposta, para fins de organização interna da Cecom.

A sugestão do setor é de que as lives devem conter pelo menos 1 palestrante e 1 moderador, este que, preferencialmente, deve ser indicado pelo próprio palestrante.

No modelo sugerido, as apresentações devem durar 45 minutos, sendo 30 minutos para apresentação e 15 minutos para que os palestrantes respondam às perguntas dos participantes. As lives devem ser realizadas de segunda a sexta-feira, em horário comercial, devendo ser finalizadas até as 17h.

Destacamos que o proponente da live é responsável por providenciar a certificação dos participantes e por verificar a disponibilidade de participação de intérprete de Libras em seu evento.

As lives serão divulgadas para a comunidade acadêmica em data próxima à de realização.

Ressaltamos a importância de o conteúdo da live ser de cunho institucional, sendo ele de responsabilidade do servidor solicitante, devendo ser atendidas as diretrizes da Política de Comunicação do IFC.

Reforçamos que caso mais de um participante for utilizar o mesmo espaço em vídeo, é necessário que todos estejam utilizando máscaras, de acordo com a Recomendação da Ouvidoria do IFC.

Além de preencher este formulário, o solicitante deverá abrir um chamado em https://atendimentocecom.ifc.edu.br/. Destacamos que a análise da proposta estará condicionada à abertura do chamado no GLPI da Cecom.

Orientamos a leitura do “Manual de Boas Práticas em Mídias Sociais”, que apresenta  orientações, diretrizes e práticas para que alunos e servidores compreendam as especificidades desses canais de relacionamento e suas responsabilidades enquanto usuários. Além disso, o documento normatiza a utilização do nome/marca IFC.

Sugerimos também a leitura da “Política de Comunicação do IFC”, que estabelece as diretrizes de relacionamento do IFC com os seus públicos estratégicos, com vistas à consolidação da imagem, da identidade e da reputação da instituição.